domingo, 12 de junho de 2022

Que venha o Segundo Semestre! Será que o Mercado será comandado pelas Eleições a partir de Agora?

 

 

Boa tarde Finansfera! 

 

Uma postagem mais rápida hoje e também mais genérica...Confesso que nem vi esse primeiro semestre passar...entre nova onda de Covid, guerra da Ucrânia, sobe e desce de dólar e ativos e gravidez da Sra VVI o tempo foi passando e já estamos mais próximos do fim do ano que do seu começo...será que ainda há esperança para 2022? 

Junho começou com um susto...segunda-feira passada comecei com febre alta e sintomas gripais...rapidamente me isolei da Sra VVI e marquei um teste de COVID - Resultado: Positivo. Aqui no RJ há uma onda de COVID ocorrendo gigantesca (engraçado que a TV não tem mostrado o tamanho real). Quando avisei meu chefe disso, fui informado que outros 3 colegas foram diagnosticados positivos também (2 dias depois dessa conversa meu chefe também teve resultado positivo). E olha que nem estou ainda em regime presencial! Estou em Homeoffice... Estou em isolamento da Sra VVI atualmente há 6 dias, preso no quarto...Graças a Deus os testes da minha esposa deram negativo e aparentemente consegui me isolar a tempo de não contaminá-la (e também a bebê). Passei muito mal durante os 3 primeiros dias, com febres acima de 39graus e muito calafrio/dor no corpo...e olha que sou relativamente jovem e saudável...Até agora não sei aonde me contaminei pois ainda estou em homeoffice e saio de casa 1x por semana apenas para fazer compras no supermercado (sempre usando máscara). A boa notícia é que agora já estou bem melhor, estando há 48h sem febre...ainda bem que me vacinei direitinho... Aos que leem, não subestimem essa doença...as vacinas ajudaram muito, mas ainda tem potencial para complicar a vida de muitas pessoas...não é hora ainda de abrir a guarda...

Em relação aos investimentos no primeiro semestre este foi marcado por diversos investimentos não recorrentes e gastos controlados. Nessa parte foi excelente, com muita entrada de recursos novos...em relação a rentabilidade da carteira já foi bem diferente. Queda absurda dos ativos globais (até se recuperaram um pouco no final, mas ainda estão em média 15-20% negativos), com as ações BR andando de lado...A carteira como um todo teve um aumento acima da inflação apenas por causa dos aportes...Considerando a rentabilidade apenas, estou levemente negativo no ano (e sem considerar inflação). E olha que o efeito que menos tem impactado são as eleições...Covid, guerra e inflação global estão dificultando muito o trabalho do investidor no momento...a ponto das pesquisas eleitorais não efetarem ou afetarem pouco o mercado...todos estão mais interessados em saber do aumento da SELIC e FED ou a evolução dos preços das commodities por causa da guerra...Haja paciência.

Será que a partir de agora a tendência é que a disputa eleitoral comece a afetar mais os mercados ou nesse tempo de tantas ondas a marola será insignificante? Confesso que estou desanimado com o rumo do nosso País (independente do vencedor da eleição presidencial) e não consigo ver uma luz no fim do túnel. Muito populismo de todos os lados e mais do mesmo (venda de soluções milagrosas sem explicações detalhadas...o Brasil não aprende mesmo)...Velha política pura. O novo em si é apenas a contínua segregação do brasileiro... esquerda x direita, coxinha x mortadela, PTistas x Bolsonaristas...uma divisão que só é interessante para aqueles que defendem seus próprios interesses..."dividir pra conquistar"...estratégia de 600 anos de idade que continua a ser utilizada no Brasil (e o pior - dando resultados).

Desculpem o desabafo...ficar 6 dias em completo isolamento em uma suíte de 3m x 3m vendo Netflix e vídeos no Youtube fazem isso com a gente...rsrs. No mais se tudo continuar melhorando amanhã ou depois poderei finalmente sair do isolamento!  Prometo que no próximo post voltarei ao normal...rsrs

 

Grande abraço!

 

VVI

quarta-feira, 1 de junho de 2022

Fechamento da Carteira de Maio/22 (+ 2,56 % / +0,44 %)

 

 

Bom dia Finansfera!

 

Um mês de Maio com um aumento considerável da carteira, porém não devido à rentabilidade da mesma, mas sim devido a aportes não recorrentes recebidos. De forma geral a carteira se comportou como no mês de abril com os ativos internacionais desvalorizando (nesse caso mais devido ao câmbio que à queda dos ativos), ações BR andando de lado e FIIs e renda fixa salvando o dia...rsrs. A cada dia a rentabilidade da carteira se distância da inflação...Essa guerra maldita, Covid e problemas internos tem que dar uma trégua rápido para controlarmos um pouco essa inflação que está corroendo nosso poder de compra mais rápido que a maioria dos investimentos conseguem compensar. Abaixo segue a curva de aumento do meu patrimônio, sua rentabilidade e o IPCA acumulado.

domingo, 8 de maio de 2022

Aluguel de Ações - Vantagens e Desvantagens - Minhas Impressões

 

 

Bom dia Finansfera!


Aluguel de ações é algo que ainda é pouco utilizado por muitos donos de ações no Brasil e é uma possibilidade interessante para aqueles investidores que focam em longo prazo e não giram muito a carteira. Apesar disso é importante entender que não é uma opção que só tem vantagens, sendo necessário que cada um avalie os prós e contras.

Infelizmente é uma opção ainda nova e, ao meu ver, com muitas melhorias ainda a serem implementadas, além de ser difícil entender/acompanhar as taxas fechadas no aluguel. Faço minha locação pela corretora Clear, assim para outras corretoras pode ser que o sistema seja diferente e as vantagens/desvantagens apontadas abaixo não aplicável. Avalie cada uma delas e verifique se são aplicáveis ao seu caso...Lembrando que isso é só um relato da minha experiência, não sendo qualquer indicação de ação...

 

sábado, 30 de abril de 2022

Fechamento da Carteira de Abril/22 (+ 0,6 % / - 1,72 %)

 

 

Bom dia Finansfera!
 
Mais um fechamento de mês ruim para a rentabilidade dos investimentos. Minha carteira teve um aumento de 0,6% no mês, mas muito por causa da elevada taxa de poupança devido a um valor elevado recebido e não recorrente. Tirando os aportes, a carteira encolheu 1,72%. Os responsáveis por essa retração foram os ETFs internacionais (mais um mês de queda...) e também as ações BR que recuaram consideravelmente. Para salvar, FIIs e RF fizeram sua parte controlando a queda do patrimônio. Estou começando a ficar preocupado com os valuations futuros das empresas com esse cenário de crise mundial causada pela hiperinflação e guerra da Ucrânia. A queda das ações só é interessante para nós investidores caso não haja impacto nos lucros das empresas e seus indicadores (dívida, ROE, etc). Começo a achar que podemos entrar em um período de retração econômica mundial e consequente perda de valor das empresas. Espero estar errado. Abaixo segue meu acompanhamento do aumento da carteira, rentabilidade (desconsiderando aportes) e IPCA acumulado em 2022. Triste ver a rentabilidade acumulada até agora perdendo pra inflação e até negativa (menor em 0,48% que o valor no final de 2021)...
 

 

sábado, 16 de abril de 2022

Será que o caminho FIRE é realmente para todos?

 

 

Boa noite Finansfera!


Na semana passada participei de uma discussão em um grupo fechado de Whatsapp sobre se pessoas de baixa renda também tem condições de alcançar o FIRE ou se este caminho é restrito para pessoas com melhor condição econômica. Achei muito interessante essa discussão e decidi trazer ela para o blog. 

Tipicamente o que se defende normalmente é que o FIRE é acessível a todos, uma vez que estamos falando basicamente de viver de juros dos nossos investimentos e que o total necessário para gerar esse juros (acima da inflação) está diretamente ligado ao nosso custo de vida. Dessa forma, pessoas de baixa renda como tem salários mais baixos (e consequentemente custos de vidas menores) poderiam sim alcançar valores de patrimônio não tão elevados, mas que possam garantir rentabilidades acima da inflação equivalentes ao seu gasto mensal - alcançando a independência financeira e  se quiser a aposentadoria antecipada. Pessoas com maior poder aquisitivo, por outro lado, precisam de um patrimônio maior para garantir uma renda equivalente ao seu custo de vida, mas isso seria compensado pela maior renda vinda do trabalho. Logo, por ser um cálculo de porcentagens, seria acessível para todos...

 


Podia ser fácil assim, não é?

  

sexta-feira, 1 de abril de 2022

Fechamento da Carteira de Março/22 (+ 5,52 % / + 3,16 %)



 Boa tarde colegas da Finansfera!

 
Março veio com o endurecimento da guerra e com isso uma fuga de investidores das bolsas americanas e européias...As minhas ETFs despencaram, assim como o dólar uma vez que os investidores gringos trouxeram seus recursos para o Brasil aproveitando os baixos custos das nossas empresas na B3! Por isso é tão importante a diversificação! Mesmo com as quedas elevadas dos meus ETFs meu resultado foi muito positivo! O aumento do patrimônio foi turbinado por altos investimentos no mês de março, justificados por recursos não recorrentes recebidos e alta taxa de poupança. Mas a surpresa foi a elevada valorização da carteira devido a valorização das ações e FIIs que tenho na na carteira e também aos juros cada vez mais elevados da minha RF! Que maravilha! Pena que esse aumento na prática significa que os próximos aportes comprarão menos ativos! Bora aproveitar a queda do dólar e dos ETFs para aportar mais fora!
Nesse mês aportei um pouco em cada ativo. Dinheiro novo foi para RF (os famosos LIGs do Bradesco - consegui uma taxa incrível de IPCA+5,98%! Lembrando que LIGs não tem imposto!) e para aporte no exterior em IWDA e EIMI (pena que paguei perto de R$5/dólar). Os rendimentos recebidos dos FIIs foram reinvestidos em MCCI11 (nova posição da carteira) e os rendimentos recebidos de ações em MOVI3 e EZTC3. É bom ver os rendimentos dos ativos sendo reinvestindo e gerando o efeito "bola de neve"!
Do ponto de vista de economia, consegui investir cerca de 80% do valor recebido no mês de março... Essa alta taxa de poupança é justificada pelo investimento de 100 % dos valores não recorrentes recebidos. Nesse mês teve gastos de pintura da casa e pequenas obras...Estamos preparando o quarto da bebê (não sei se falei aqui...mas serei pai de uma menina!) e aproveitando para arrumar vários pequenos problemas do apartamento (sempre íamos deixando pro futuro mas vamos aproveitar essa desculpa). Agora o próximo passo é decoração do quarto do bebê e começar a preparar o enxoval/berço/etc! Por enquanto os gastos estão baixo, não sendo necessário reforçar a reserva de emergência (calculada para 4 meses de gastos normais nossos).
Sobre a vida, sem grandes mudanças... continuo no regime "home office" ainda sem prazo de retorno (aguardando parecer da empresa - pode vir a qualquer momento). Outra novidade é que depois de 2 anos (desde o início da pandemia) voltei a fazer atividade física! Estava na hora! Espero que consiga manter a animação inicial.
Previsão preliminar para Abril: Finalizar a declaração de IRPF (está um caos minha declaração - cada vez mais complexa) e manter os aportes parecidos com os do mês de março: mais fortemente nos LIGs e Exterior e reinvestindo FIIs e Ações nas próprias classes de ativos.

 Abaixo seguem os gráficos resumos do meu patrimônio atualizado. Depois de "apanhar como um condenado" do Linux/ Google Sheets/ Blogger, vou fazer o gráfico de acompanhamento no Excel mesmo (usando o notebook da patroa). Não sei se estou ficando velho, mas antigamente era muito mais fácil fazer gráficos...a impressão que tenho é que o Google Sheets é horrível para isso...Segue abaixo. Legal ver que com essa valorização grande estou perto de alcançar a inflação do período...será que mês que vem consigo, depois de muito tempo, ter meus investimentos valorizando mais que a inflação? Que sonho...rsrs

Variação do Patrimônio x Lucratividade da Carteira x IPCA (%)

quarta-feira, 16 de março de 2022

Chegou o Temido Período do Leão! Haja Paciência...

 

Boa tarde colegas!

 

E está aberta a temporada da declaração do IRPF, momento este em que temos que juntar centenas de documentos, assistir dezenas de vídeos no Youtube pra nos lembrar dos detalhes para lançar cada ativo e nos arrepender de manter uma carteira com vários ativos de renda variável...que beleza!

Todo ano fico indignado com a quantidade de burocracia que preciso lançar sendo que a receita já possui a maior parte destes dados! Pelo menos esse ano aparentemente a receita disponibilizou para nós, relés mortais, a declaração pré-preenchida! Espero que economize tempo, apesar de ter lido relatos de colegas em que a declaração lança nos campos errados proventos de FIIs...lá vamos nós! E o pior é a velha estória da responsabilidade do usuário em lançar cada detalhezinho conforme esperado pela receita...e se errar, você é responsável!

 
                                                 É bem assim que me sinto todo ano...

 

Nessas horas que fico com preguiça de ter uma carteira com 19 ações, 7 FIIs, ETFs internacionais, além de vários dividendos, rendimentos, JCPs. Splits, Bonificações, entre outros eventos que complicam tanto a declaração...tipicamente demoro 1 dia pra lançar os patrimônios, rendas do trabalho e despesas com saúde/previdência enquanto demoro algumas semanas para finalizar a parte da renda variável/internacional. 

E ainda tem o dar esposa também que apesar de ser simples do ponto de vista de investimentos é complexo do ponto de vista de fontes...

Vamos que vamos...torcer pra continuar escapando de teia da Receita!

 

Grande abraço e feliz (menos triste) período de declaração de IRPF! 


VVI