quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Fechamento da Carteira de Investimentos de Agosto/21 (+1,02 % / +0,29 %)

 

 

 Bom dia colegas da Finasfera!

 

Esse mês de agosto foi mais um mês de queda das bolsas e a lucratividade da minha carteira andando de lado - o que salvou a carteira como um todo foi o rendimento da renda fixa, a excelente  valorização dos ETFs no exterior e os aportes realizados.

No final, minha carteira cresceu 1,02 % considerando os aportes e, sem considerá-los, subiu 0,29 % (mantendo a carteira anual com lucratividade abaixo da inflação, mesmo sem considerar a inflação em Agosto que só é divulgada mais adiante). Abaixo a evolução da carteira em 2021 considerando em azul a evolução total da carteira (contando os aportes), em vermelho a evolução da carteira sem os aportes do mês e em amarelo a curva acumulada da inflação IPCA (sem o mês de agosto que ainda não teve seu valor divulgado).

 

 Gráficos de Acompanhamento do Patrimônio

 

Abaixo segue a variação do retorno dos principais tipos de ativos que compõe a carteira. A menor rentabilidade foi da recente e finada carteira de FIIs. Como apontado no mês passado, havia decidido criar uma carteira de FIIs e tinha iniciado com ela. Porém acabou que logo após o início da carteira apareceu uma excelente oportunidade na renda fixa e acabei decidindo liquidar a carteira, mesmo com esse prejuízo de 1,58 % (a quantidade de FIIs era pequena e não impactou muito a carteira como um todo). As ações também recuaram ainda mais, sendo a carteira salva pela renda fixa e ETFs  no exterior!

 

Lucratividade de Cada Tipo de Ativo da Carteira

 

 

Continuo tendo rentabilidade da carteira abaixo da inflação e com tendência a aumentar a distância do IPCA...Paciência...

Do ponto de vista dos gastos, mais um mês de gastos controlados.... Uma pequena obra no apartamento aumentou um pouco as despesas da casa, mas nada demais. Abaixo a distribuição dos principais gastos do mês em %. Consegui investir 47% do valor recebido.



 Alocação dos Gastos do Mês de Agosto/21

 

No mês de agosto os investimentos foram focados nas ações e nos ETFs, mais ou menos 50 % pra cada. As ações com o intuito de aproveitar as constantes quedas do mercado e os ETFs pois tenho a intenção de aumentar minha alocação no exterior. Continuo preocupado com o curto prazo no Brasil com as diversas crises internas e ainda cenário de eleição de 2022...

Em agosto também decidi eliminar meus fundos multimercados e utilizar os recursos diretamente. Essa decisão veio do fato que gosto de controlar a carteira e ficava difícil tendo fundos multimercado pois os gestores alteravam a alocação mensalmente. Assim pedi o saque dos fundos e os valores serão disponibilizados nos próximos meses de acordo com o tempo de liquidação de cada um.

Previsão preliminar para Setembro: Realizar investimentos em ETFs e Ações BR. Talvez voltar com a carteira  de FIIs...vamos ver...

Abaixo segue a alocação da carteira atual e por tipos ativos.


 Distribuição da Carteira por Ativos (%)

 

Abaixo segue alocação atual da carteira de ações e alocação por setor.